A POLÍTICA COMO AUTORITARISMO: O PROJETO COMPARTILHADO DE DONOSO CORTÉS E JAIME BALMES À SOMBRA DE CARL SCHMITT

Roberto Bueno


DOI: https://doi.org/10.15691/0718-5448Vol6Iss1a9
Full text
PDF

Resumen

Este artigo analisa alguns dos compromissos teóricos do conservadorismo no século XIX espanhol cujo marcado enraizamento teológico católico (Donoso Cortés e Jaime Balmes) e sua ligação com o autoritarismo permitiu que o século XX viesse novamente a interessarse por seus textos, notavelmente pela reinterpretação realizada por Carl Schmitt e que alimentou a reconstrução da teoria da ditadura. Este artigo também contribui para uma análise sobre o quão próxima poderia ser a interpretação do conservadorismo schmittiano do conservadorismo balmesiano, quando é bem conhecido que o primeiro foi um bom leitor do trabalho de Donoso.


Bueno R. A POLÍTICA COMO AUTORITARISMO: O PROJETO COMPARTILHADO DE DONOSO CORTÉS E JAIME BALMES À SOMBRA DE CARL SCHMITT. Síntesis, Rev filos.. 2016;6(1). Disponible en: doi:10.15691/0718-5448Vol6Iss1a9 [Accessed 21 Jun. 2021].
Bueno, R. (2016). A POLÍTICA COMO AUTORITARISMO: O PROJETO COMPARTILHADO DE DONOSO CORTÉS E JAIME BALMES À SOMBRA DE CARL SCHMITT. Síntesis. Revista de Filosofía, 6(1). doi:http://dx.doi.org/10.15691/0718-5448Vol6Iss1a9

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2016 Roberto Bueno

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.